top of page

Pectina Caseira

Porções: 1 litro

Tempo de Preparo: 30 minutos

Tempo de Cozedura: 15 minutos

Dificuldade: Fácil

 

Aprenda aqui a fazer pectina caseira, uma fibra solúvel encontrada em frutas e verduras com usos diversos, muito útil em pastelaria e no fabrico de doces e geleias.


Receita de Pectina Caseira

A pectina é um polissacarídeo ramificado, uma fibra solúvel encontrada em frutas e verduras.

As principais fontes para a produção comercial são os resíduos das indústrias de sumo de maçã e de citrinos. A sua graduação é a medida do seu poder de gelificação, dada geralmente em graus SAG, que são o número de gramas de sacarose que é capaz de gelificar uma grama de pectina, formando um gel de consistência padronizada em condições determinadas.


A pectina é um produto com usos diversos, muito útil em pastelaria e no fabrico de doces e geleias, pois a gelificação rápida a alta temperatura mantém os pedaços de frutas bem distribuídos. A pectina caseira pode ser preparada com a parte branca da laranja, triturada e fervida com água na presença de ácido cítrico ou sumo de limão.


A pectina, quando aquecida em contato com o açúcar (inclusive com o açúcar naturalmente encontrado nas frutas, a frutose) e um ácido (normalmente sumo de limão), forma um gel que tem a propriedade de espessar compotas, geleias, cremes e massas, proporcionando a textura ideal.


A concentração de pectina pode variar o tipo de fruta e conforme o momento em que a fruta é colhida, sendo que quando a fruta está perfeitamente madura, nem verde, nem passada, é o momento em que tem a maior quantidade. É facilmente extraída da polpa de maçã e de cascas de frutas cítricas, além da polpa da beterraba entre outros frutos.


A pectina tem propriedades muito benéficas para o organismo. As fibras são fundamentais para o bom funcionamento do sistema digestivo, e a pectina tem atuação importante neste aspeto.


Alguns dos benefícios:

  • Diminui a pressão arterial;

  • Diminui os níveis de colesterol;

  • Impede a absorção de substâncias tóxicas pelo organismo;

  • Facilita o trânsito intestinal;

  • Funciona como alimento para as bactérias benéficas do intestino;

  • Ajuda a controlar a glicemia, isto é, o açúcar do sangue.


Muitas pessoas tem o hábito de consumir regularmente a pectina, tendo em vista todos estes benefícios.

É possível “fazer” a pectina em casa ou comprá-la pronta.


Como usar a pectina?

A pectina comercial é um pó branco extraído de frutas e deve ser muito bem misturado no açúcar para não formar grumos durante a coação.


Usualmente, a quantidade de uso recomendada é na proporção de 100 gr de pectina por cada 500 gr de açúcar.



INGREDIENTES

  • 1,2 kg de maçãs verdes

  • 1,25 L de água



PREPARAÇÃO

  1. Cortar as maças em pedaços médios, com casca, mas sem os caroços.

  2. Leve ao lume médio com a água até a maçã ficar bem macia, cerca de 40 minutos.

  3. Passar a maça por um peneiro de rede fina até escorrer bem, ou colocar num lençol/pano fino e apertar bem. De preferência deixar a escorrer de um dia para o outro.

  4. O extrato que irá sair é a pectina.

  5. Deixar arrefecer por completo e reservar dentro de um frasco/recipiente esterilizado e devidamente tapado.

 

Espero que goste!

Deixe um like, partilhe e se tiver dúvidas coloque nos comentários!



2.110 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Ovos

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page